Clássicos restaurados na Berlinale 2018

Tokyo Twilight

por Myrna Silveira Brandão

A Berlinale Classics, tradicional mostra do Festival de Berlim, apresentou em sua 68ª edição (15 a 25.02), sete filmes em versões restauradas digitalmente.

Entre outros foram destaque: “Quando Voam as Cegonhas” (1957), de Mikhail Kalatozov,  “Tokyo Twilight” (1957), de Yasujiro Ozu, “Asas do Desejo” (1987), de Wim Wenders e “Limite de Segurança” (1964), de Sidney Lumet.

Com “Tokyo Twilight”, a Berlinale Classics proporcionou uma oportunidade de mostrar um filme de Ozu, que é raramente exibido. Trazendo uma história passada na Tóquio invernal, quando o silêncio de uma família leva à sua ruptura, é considerado o trabalho mais sombrio do diretor japonês. O filme foi restaurado digitalmente em 4K com base no negativo duplicado de 35mm fornecido pela empresa de produção japonesa Shochiku. A correção das cores foi realizada pelo operador Takashi Kawamata e pelo  cinegrafista Masashi Chikamori.

“Quando Voam as Cegonhas” foi o primeiro sucesso internacional do cinema soviético após a Segunda Guerra Mundial.  Realizado durante o período de liberalização que se seguiu à morte de Joseph Stalin, as expressivas imagens do filme em preto e branco contam a trágica história de dois amantes após a invasão da União Soviética pela Alemanha. O filme trouxe fama internacional para Kalatozov e também para sua atriz principal, Tatiana Samoilova. A recuperação digital 2K teve por base o negativo original e foi realizada pela Mosfilm, sob a supervisão de Igor Bogdasarov, chefe de restauração da empresa.

“Asas do Desejo”, o premiado clássico de Wenders conta a história de dois anjos guardiões que vigiam Berlim, até que um deles se apaixona por uma mulher mortal.  Ele escolhe tornar-se humano, desistindo de sua imortalidade e um mundo completamente novo lhe é revelado. O filme retorna às telas em versão DCP, 4 K. A produção foi filmada em preto e branco e em cor.  Na época, isso exigiu várias etapas adicionais no laboratório para produzir um negativo de cor final.  Esta versão, restaurada pela Wim Wenders Foundation, baseia-se nos negativos originais.

Limite de Segurança (Fail Safe)

“Limite de Segurança”, o suspense de Lumet, é uma crítica impressionante à doutrina militar da Guerra Fria. Quando um bombardeio dos EUA ameaça destruir Moscou, o presidente chama o primeiro-ministro soviético ao telefone vermelho para tentar impedir uma greve nuclear de retaliação.  O filme foi restaurado em 4K com o patrocínio da Sony Pictures Entertainment e sob a coordenação do seu chefe de restauração, Grover Crisp.  O negativo incompleto foi complementado com o uso de um negativo duplicado. O principal desafio para a equipe de restauração foi tentar harmonizar vários materiais de origem diferentes.

Veja o programa completo da mostra:

The Ancient Law, de Ewald André Dupont – Alemanha – 1923 – versão restaurada digitalmente em 2K  DCP

My 20th Century, de Ildikó Enyedi – Hungria / Alemanha – 1989 – versão restaurada digitalmente em 4 K DCP

Fail Safe, de Sidney Lumet – EUA – 1964 – versão restaurada digitalmente em 4K DCP

Life According to Agfa, de Assi Dayan – Israel – 1992 – versão restaurada digitalmente em 4K DCP

Wings of Desire, de Wim Wenders – Alemanha / França – 1987 – versão restaurada digitalmente em 4K DCP

The Cranes are Flying, de Mikhail Kalatozov – URSS – 1957 –  versão restaurada digitalmente em 2K DCP

Tokyo Twilight, de Yasujiro Ozu – Japão – versão restaurada digitalmente em 4K DCP – apresentação de Wim Wenders

Deixe sua Opinião

  • Please leave these two fields as-is:
  • Para proceder você precisa resolver essa simples conta, para nos ajudar na prevenção de SPAM.