Cadernos de Pesquisa

A respeito do surgimento dos Cadernos de Pesquisa, nada melhor do que transcrever um trecho da apresentação ao primeiro número, assinada por José Tavares de Barros:

“Nesse contexto, não me parece necessário exaltar os valores intrínsecos e a oportunidade da edição dos textos de Maria Rita, José Humberto e Martha Sirimarco. Prefiro referir-me às felizes circunstâncias que propiciaram sua publicação lado a lado, inaugurando estes Cadernos de Pesquisa. Cada um deles foi apresentado separadamente ao editor de Filme Cultura. Como não cabiam, de imediato, na programação da revista, a Embrafilme fez consulta ao Centro de Pesquisadores sobre seu interesse em publicá-los. Aos poucos, diante da resposta positiva, a própria empresa assumiu a tarefa desta produção gráfica esmerada, destinada a repercussões bem mais amplas do que as do boletim modesto que o Centro poderia imprimir.

(…)

Este primeiro volume dos Cadernos de Pesquisa, finalmente, tem a pretensão de representar um passo a mais na direção de um órgão aglutinador, em bases condizentes com os tempos que correm, de todas as instituições que lutam pela defesa da cultura cinematográfica no Brasil.”

Na parceria com a Embrafilme, o CPCB assumiu os “encargos técnicos de planejamento e revisão” da publicação.

O primeiro número dos Cadernos de Pesquisa saiu em setembro de 1984, como uma publicação do CPCB com o apoio da Embrafilme. Os textos publicados, todos seminais para a pesquisa do cinema brasileiro, foram: “Cinematográfica Maristela (Ltda. e S.A.)”, de Maria Rita Galvão; “Benjamin Abrahão, o Mascate que Filmou Lampião”, de José Humberto Dias; e “Ciclo da Carriço Film em Juiz de Fora”, de Martha Sirimarco.

“Vittorio Capellaro – Italiano Pioneiro do Cinema Brasileiro” foi o tema único da segunda edição dos Cadernos de Pesquisa. O trabalho, de autoria de Jorge V. Capellaro e Victorio G.J.Capellaro, foi impresso em julho de 1986. A introdução, de caráter metodológico, é reproduzida em outra parte do presente livro.

Cadernos de Pesquisa nº 3, editado em novembro de 1987, também foi monotemático. Trouxe a Bibliografia Brasileira do Cinema Brasileiro, preparada por Jean-Claude Bernardet (leia a introdução neste livro). O levantamento cobria o período de 1911 a 1987.

Em julho de 1988, apareceu a quarta edição dos Cadernos de Pesquisa, já sob os auspícios do CPCB e da Fundação do Cinema Brasileiro, que veio assumir a área não comercial da Embrafilme. O volume apresentou dois trabalhos sobre o cinema paranaense: a monografia “O Cinema em Curitiba (1897-1912)”, de Giselle Maria Lozza Carvalho, Wânia Savazzi e Patrícia Maria Meireles Nasser (ver a introdução metodológica neste livro); e a contextualização/descrição do filme “Jacarezinho, a Cidade Rainha do Norte do Paraná” (1947), por Solange Straube Stecz e Thelma Penteado Lopes.

A série viria a ser retomada somente em 2010 com a publicação de um número especial, dedicado à memória de José Tavares de Barros (1936-2009) e patrocinada pela Petrobras. Esta edição contempla artigos de diversos autores a respeito de aspectos históricos do cinema em oito estados, além de textos sobre os pesquisadores Valêncio Xavier e Berê Bahia.

Deixe sua Opinião

  • Please leave these two fields as-is:
  • Para proceder você precisa resolver essa simples conta, para nos ajudar na prevenção de SPAM.